InícioSobre nósParceirosCréditos

Backstreet Boys vs Mamonas Assassinas

|

Boa noite meus caros leitores! Este é meu último dia de férias e eu o passei fazendo serviços domésticos: lavar a louça, lavar o banheiro, lavar a roupa, varrer a casa, etc. Mas eu não fiquei ‘totalmente’ concentrada nessas tarefas: além de estar pensando na postagem do dia, eu ouvi todo o Purpouse do Justin Bieber (66 minutos!) e um CD dos Backstreet Boys (46 minutos).Eu gostei dos BackStreet Boys. Minha professora de teatro é muito fã deles, e em algum dia atrás ela colocou uma música deles para tocar na aula, e tinha essa música no CD. Até pensei em gravar as músicas do CD num pen drive e dar de presente à ela, mas eu resolvi procurar mais sobre os BackStreet Boys.Me parece que eles fizeram bastante sucesso nos anos 90.Nessa época, aqui no Brasil, os Mamonas Assassinas embalavam o público com sua ‘Brasília amarela’.Vou fazer uma espécie de linha do tempo com as duas “boybands”, espero que gostem dessa aventura musical.Infelizmente, um dos finais foi trágico, mas e o outro?O que aconteceu com os Backstreet Boys?Descubra comigo agora: 

Vamos começar lá de 1990, em Guarulhos. Nessa época, nascia a “Utopia”. Esse era o nome da banda formada por Dinho, Bento Hinoto, Júlio Rasec, Samuel Reoli e Sérgio Reoli. O som era uma espécie de pagode misturado com punk. Bem louco mesmo. Eles também faziam covers de Legião Urbana e Titãs. Num show, alguém pediu uma música do Guns ‘N’ Roses que eles não sabiam tocar, mas alguém da platéia se voluntariou para cantar e assim eles encontraram o vocalista: Dinho. Aí a banda já estava formada, e eles decidiram que era melhor fazerem paródias do que covers. Eles só gravaram um CD como Utopia, e este só vendeu 100 cópias de mil. Uma noite eles se apresentaram num bar e encontraram ninguém menos que o produtor Rick Bonadio, que também era produtor do Charlie Brown Jr() e então eles mudaram o nome da banda para, isso mesmo, Mamonas Assassinas.Gravaram Pelados em Santos e Robocop Gay,mas as pessoas ainda não conheciam o grupo.Eles assinaram com uma gravadora, compuseram 12 músicas em uma semana para lançar o único álbum e ninguém estava ligando para a MA.Um dia tocou “Vira-Vira” na rádio e é partir daí que o sucesso começa: são chamados para várias  turnês e programas de televisão (tipo o programa do Jô e o Domingo Legal).O trágico acidente foi em 02/03/1996, 7 meses depois de a banda ter estourado.E aí, o sucesso acabou, simplesmente sem declinar.Mais de 65 mil pessoas acompanharam o enterro.
BSB
Eu sei que eu pulei três anos de Backstreet Boys aí em cima, mas então eu vou contar a história deles aqui, desde 1993. Numa das minhas cidades favoritas do mundo, Orlando, na Flórida, EUA (sim, porque tem parques da Disney), Lou Pearlman quis criar e agenciar um grupo de garotos cantores, “boyband”.Ele fez testes e ‘recrutou’ Brian Littrell, Nick Carter, AJ McLean, Howie Dorough e  Kevin Richardson. No começo é difícil para todas as bandas, como eu pude notar, porque os BSB não fizeram sucesso de cara nos EUA, seu primeiro single alcançou 1º lugar na Alemanha. Mas para se promoverem, eles começaram a fazer turnês. A vida devia ser difícil, eles eram muito novinhos!Tinham entre 13 e 18 anos de idade. Voltando ao assunto, eles faziam sucesso mesmo era na Europa, ganharam discos de ouro e de platina. Em 1998 quatro integrantes processaram Lou Pearlman por estar devendo 200 mil dólares a eles. No mesmo ano, em 7/10, os BSB receberam as chaves da cidade das mãos da própria prefeita de Orlando (Glenda Hood), por conta das doações feitas à vítimas de um tornado.Então, meu povo, dia 07 de outubro é o Backstreet Day!Melhor anotar isso no calendário. Em 1999 lançaram o álbum Millennium e em 2000 lançaram Black&Blue.Em 2001 começaram uma turnê, mas em 2002 entraram em hiato.Aqui na blogosfera esse termo (“hiatus”) é usado quando você para de postar no blog e não sabe se voltará ou não. Adapte esse termo para o mundo musical rs’.Nesse tempo de hiato, o integrante Nick Carter lançou um álbum solo, mas as vendas de Now or Never foram mais baixas que o esperado.Em 2004 o grupo reacendeu.Em 2005 lançaram mais um single, “Incomplete”, em 2006 Brian Littrell lançou o álbum solo Welcome Home no estilo gospel e no dia 26/06/2006 o integrante Kevin Richardson deixou o grupo :/.Em 2007 lançaram o single Incosolable e em 2008 fizeram a turnê Unbreakable, para promover o álbum de mesmo nome.Em 2009 lançaram o álbum This is Us (Lembra o 1D?kkk’).Em 2011 Kevin retornou ao BSB :D.No mesmo ano, para comemorar, lançaram o álbum In A World Like This.E até hoje eles estão na área, graças a Deus, ano passado eles fizeram até uma turnê no Brasil.


Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre essa bandas, porque eu amei fazer esse post!Vocês nem sabem o que eu passei com falta de internet aqui rs' Beijos!

2 comentários

  1. Mamonas faz muita falta, as músicas eram boas e divertidas.
    Falando em BSB eu sou grande fã e fui no show deles em POA que teve ano passado, foi muito bom. Chorei, gritei, chorei mais um pouco. Porque ver eles depois de tantos anos assim tão unidos me deixou tão feliz. Eles são como o 1D dos anos 90 hahaha.
    Adorei o post, beijos.
    http://tri-vial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vicca!
      Eu não nasci na época dos Mamonas, mas curto as músicas <3
      Seria legal se houvesse mais músicas do tipo.Sério que vc foi ao show do BSB? :O Sua rica!
      Cada época tem sua boyband rsrsr'
      Amei seu comentário, flor ♥
      Bjus :-*

      Excluir